quarta-feira, setembro 16, 2009


Confusão interna!


Uma mistura de sensações tomam conta de mim em
uma dança de contradições!
As contradições me dizem sim e não!
Me dizem não e sim!
Na verdade não me dizem nada!
Elas se calam na primeira frase confusa!
Não fazem sentido nem invisto na tradução!
Penso nas flores e na terra seca e morta!
Qual a relação?
Nenhuma!
Mas as contradições são respostas às angústias que
escondo atrás de um sorriso forçado!
Causado por uma ferida mal curada!
Reneguei a dor inicial, não assumi o aconteciido, e isso
só me causou a tempestade de contradições!
Dores intocáveis,incuráveis,incontáveis!
São as minhas dores internas!

3 comentários:

Antonio Jamerson disse...

Muito interessante esse texto, é seu?
talvez ele retrate o que passo em muitos momentos. Sorrindo na igreja, mas muitas vezes por dentro se sentindo muito malz...

rubinho disse...

olha seus poemas são muito bonitos,gostei de todos, continua
escrevendo mais poemas,eu vou gosta de ler bjs.

Carla disse...

Déboraa, você é booa amiga!
By: Carla FOREVERqw