quarta-feira, agosto 18, 2010


Enquanto o tempo passa, mas passa um tanto lento, eu retomo pouco a pouco minha rotina agora mais vazia. No balançar do carro, no seguir da estrada e no acariciar do vento no meu rosto eu procuro respostas, me pergunto  quanto tempo mais eu vou ter que esperar pra poder passar por essas ruas sem querer te encontrar em qualquer banco, qualquer escada, sem imaginar onde você está e se faço falta na sua vida tanto quanto faz na minha, quanto tempo mais te ver com outra pessoa vai arrancar lágrimas doloridas do meu olhar, qual será a noite que eu vou dormir sem que as lembranças me façam chorar, sem que a saudade me venha atacar, sem que a vontade de te ver me venha assombrar.
Mas eu sei que o mundo vai girar, que tudo isso vai passar o tempo vai levar, e só a saudade do que eu sinto por você permanecerá, sim eu estarei sarada, e então vou poder te ver, te abraçar sem desejar te esconder em mim, e eu vou ver esse seu sorriso que mesmo depois de tanto tempo ainda vai me encantar sem que ele me faça chorar por não ser meu.
E o seu riso, o seu olhar, seu jeito de ser você sempre estará em mim, nas minhas lembranças mais remotas na caixinha de toda a minha maior “utopia”.
E o mundo vai girar.

3 comentários:

Chloe SparkϞ disse...

te seguindo flor, segue lá tambem?
Beijos:*

[Topera] disse...

Alokaa!
olha, vou dizer oque disse no msn pra vc amada ♥
Poemas, não curto mto, pq a maioria são formados por palavras que não fazem mto sentido e nem mto com o cotidiano das pessoas, mais seus poemas me surpreenderam, tem tudo a ver com as pessoas pelo menos comigo sim!
isso merece mais que um comentario xD
Vc tem talento Debora, parabéns *-*

mɑʀi disse...

oooi linda! BRIGADAÃÃO por seguir viu *.*
beijo:**